segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Eleito novamente como deputado federal mais votado em Goiás, Delegado Waldir diz ser 'o nome do combate à corrupção'

Delegado Waldir diz que fará campanha para Bolsonaro e almeja a presidência da Câmara — Foto: Paula Resende/ G1

Pela segunda vez consecutiva, o delegado Waldir Soares (PSL) foi o candidato a deputado federal eleito com maior número de votos em Goiás. No pleito deste ano, ele obteve 274.406 votos, apenas 219 a menos do que em 2014, quando teve a maior votação para o mesmo cargo na história do estado. Defensor de vários projetos na área da segurança pública e aliado do candidato à presidência Jair Bolsonaro, ele almeja a presidência da Câmara e acredita que os números nas urnas refletem seu posicionamento contra a corrupção.

"Essa votação expressiva representa que sou o nome do combate à corrupção, um defensor da [Operação] Lava Jato. Abri mão de todas as mordomias do cargo, como verbas para moradia e passagens aéreas. É uma postura diferente, de não ter privilégios", disse ao G1.

Delegado Waldir, como é conhecido na polícia e no meio político, afirmou ainda que a reeleição é fruto do reconhecimento que os eleitores têm em relação ao seu trabalho na corporação.

"Trabalhei no Entorno do DF, em algumas cidades do interior de Goiás e em Goiânia. Em todos os locais, tive o reconhecimento do meu trabalho, que sempre foi muito concreto. Por onde passei, atuei para reduzir a criminalidade.

Outro aspecto citado por ele é a interação com eleitores pelas redes sociais, por onde faz consultas e dialoga com o público sobre suas propostas. Ele tem 685 mil seguidores do Facebook e 95 mil no Instagram.

Bolsonaro

Quando foi eleito pela primeira vez, Delegado Waldir era filiado ao PSDB. Desta vez, se filiou ao PSL, mesmo partido de Bolsonaro. Ele afirma que, apesar de ser amigo do candidato à presidência, nega que sua eleição tenha relação com a campanha do capitão reformado.

"Se eu tivesse surfado na onda do Bolsonaro, teria pelos menos uns 100 mil votos a mais. Mas não, eu mantive praticamente o mesmo número da última eleição e ainda ajudei o partido a eleger mais um deputado em Goiás [Major Vitor Hugo, que teve 31 mil votos]", avalia.

Apesar disso, o deputado diz que vai fazer campanha e atuar no estado para eleger Bolsonaro, além de vislumbrar a disputa pela presidência da Casa.

"Conheço e sou amigo dele há cinco anos. Caminho com ele porque confio em seu projeto de mudanças. É o meu segundo mandato e pretendo brigar para para ser líder do partido ou até presidente da Câmara", salienta.

Mandato

Durante seu mandato, Delegado Waldir disse que protocolou 52 projetos, mas que nenhum foi aprovado e virou lei. Entre eles, textos sobre o fim do banho de sol e visitas íntimas para detentos e a criação de creches noturnas para que mães possam deixar os filhos enquanto trabalham e estudam. Ele prefere, no entanto, não fazer uma avaliação da sua atuação.

"É muito difícil aprovar projetos sendo oposição. Eu não posso fazer uma avaliação, mas sim meu eleitor. Ele me deu um novo mandato, então ele aprova", destaca.

Em seu novo ciclo na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir quer apresentar novas propostas no setor de segurança, como aumentar a pena máxima de 30 para 60 anos e vetar saídas temporárias para "tentar reduzir a criminalidade".

*G1 GO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine com responsabilidade sem usar o anonimato!

A Liberdade de Expressão... está assegurada, em Lei, à todo Cidadão,LIVRE!

Entre em contato - E-mail: nossoparanarn@gmail.com